sexta-feira, 14 de novembro de 2014

A Dayane vai pra Mayame



Dario Franco




          Dizia-se culta, rica e bem sucedida. Aos cinquenta e quatro anos era formada em sociologia e já lera três livros: dois de Paulo Coelho e um de Zíbia Gaspareto – "lindo, lindo" - ressaltava extasiada e saltitante.          
          Ontem a encontrei meio inconformada: o Aécio perdera a eleição.
           Insatisfeita, mas não apática, comunicou-me: final do ano iria a Orlando com os netos “pra mim ficar uns dias longe desses analfabetos famintos que nem deviam votar”, arrematou a guisa de contundência.

Postar um comentário