sexta-feira, 24 de novembro de 2017

A “maldição do CAUC”.






Luiz Eduardo bem que perguntou. Luiz Eduardo bem que insistiu. Luiz Eduardo, contidamente, quase que se impacientou.
Mas, não conseguiu uma resposta.
Na extensa entrevista, em tom de palanque, dada no dia 18/11, a Luiz Eduardo, na FM87.9  Pontal, pelo prefeito de Baía Formosa-RN, Adeilson Gomes, uma pergunta feita e reiterada  pelo entrevistador não teve resposta.
Por que o Município está no Cadastro Único de Convênios – CAUC – ?  Qual foi o motivo que o inscreveu no CAUC ?
O prefeito Adeilson disse que já recebeu o Município no CAUC; falou que o Município está sob a maldição do CAUC;  informou que o que fizeram no CAUC foi um nó cego; até levantou  hipótese de perversidade “muito bem feita” contra o Município; afirmou que foi uma cilada/manobra que armaram para colocar o Município no CAUC; resumiu que é uma coisa muito complicada; contou que pagou dívidas da gestão passada ( dívidas do INSS, PASEP e até multas);    e até jurou que vai tirar o Município do CAUC ainda esse ano. Tudo bem.
Mas, não se dignou a responder ao entrevistador: qual o motivo que inscreveu o Município no CAUC ?
Olha, o CAUC é uma espécie de SPC ou SERASA dos Municípios e dos Estados. Não prestou conta, ou se esqueceu de publicar no Portal da Transparência os relatórios Resumido da Execução Orçamentária – REEO e o de Gestão Fiscal – RGF; o nome entra no CAUC e aí o Governo Federal não libera recurso para quem está com o nome sujo.
Vejam bem, se lhe informam que o seu nome está no SPC/SERASA a primeira coisa que lhe vem à cabeça é saber o porquê.
Os fiscais da gestão pública, os senhores vereadores, bem poderiam responder ao povo o que o prefeito não respondeu:
O que fez o Município de Baía Formosa-RN entrar no CAUC ?

Baía Formosa, 24 de novembro de 2017.
 Dario Franco


Postar um comentário