Barra de vídeo

Loading...

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Roubo de direito autoral







         A Internet é o território onde o roubo autoral é largamente praticado.
         Entendem muitos internautas que “copiar e colocar” com a supressão do crédito devido ao autor é dispensável, como se fosse aquele espaço um domínio sem lei, e onde o roubo é eticamente moral.
         Via de regra, se desculpam dizendo que não conheciam as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas-ABNT no tocante à propriedade intelectual. Mas todos têm a perfeita noção de que estão a praticar um roubo, porque se cercam de cuidados para esconder o autor roubado.
         Tenho sido vítima dessa prática.
         Hoje, 24/11, mais uma vez, tentaram roubar um artigo que eu escrevi e publiquei hoje na minha conta aqui no Facebook e no meu blog www.blogdodariofranco.com . Um artigo em que eu analisei um trecho de uma entrevista.
O trapaceador teve o cuidado de adulterar o título do artigo, de suprimir o nome do autor e de acrescentar o seu.
Importunado por mim mesmo, desculpou-se dizendo que era só uma simulação, e depois, na tentativa de me  enganar, inseriu o meu nome modificado entre parêntesis e depois da data, e manteve a adulteração do título do artigo e o nome dele a sugerir ser ele mesmo o autor.
Não nego compartilhamento. Ele é ético. Não desautorizo a publicação de textos meus em blogs ou em qualquer outro veículo, nem a transcrição de trechos,  desde que as normas da ABNT e a Lei 9.610/98, a que trata de Direitos Autorais, sejam respeitadas.
Assino todos os meus textos e me responsabilizo por eles. Não tenho conta fake para me esconder por que respeito a mim mesmo e aos meus concidadãos.
Advirto o pretenso transgressor que não tolero esse tipo de fraude. Com frequência vou visitar o seu blog para reclamar, se necessário, direito meu.
O roubo da propriedade intelectual é tão criminoso como o roubo do patrimônio.
Baía Formosa, 24 de novembro de 2017.
Dario Franco
Postar um comentário