Barra de vídeo

Loading...

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Black Block é uma tática.


Black block


Black blocks não são pessoas, começa daí.

As pessoas que faziam uso dessa tática acreditavam que o uso da força era  necessária contra instituições, polícia, dentre outros.
O grande problema começou quando setores da esquerda, extremamente pacíficos e apáticos, denunciavam as pessoas que se vestiam de preto. Os integrantes daqueles setores entoavam coros como "sem violência" enquanto  os "black blocks" partiam para o enfrentamento com a polícia.

É evidente que as pessoas que adotavam a tática black block começaram a se organizar de forma independente, visto que tinham estratégias diferentes de protesto.

Geralmente, são antifascistas, anarco, punks... uma galera que protesta contra os governos do PMDB, PSDB... mas também tinha sérias críticas ao governo do PT.

Ou seja, quem fazia uso da tática black block foi criminalizado pela mídia, pelos próprios petistas e pela esquerda "paz e amor",  e ainda foram enquadrados no crime de terrorismo, baseado na lei  sancionada  pela própria Dilma.

Impossível continuar a seguir o mesmo rumo com o pessoal da CUT, MST e demaIs movimentos. Não é mesmo?

E ainda, havia sim, policiais infiltrados nesses grupos, que quando identificados pelos manifestantes eram expulsos do ambiente.

 Logo, não existe essa de que a maioria dos black blocks eram policiais. Fomos nós, que acreditamos no uso da violência contra o estado, chamados de black blocks, que apanhamos, que fomos para o enfrentamento, que fomos criminalizados, enquanto o resto da esquerda fazia ciranda, bundaço e carregava bandeira.

Breno Silva
(sem revisão do autor) 
Postar um comentário