sábado, 3 de março de 2018

Matar o câncer ou alimentá-lo?







1.   Velha e nefasta tradição

Ainda sobre a sessão da Câmara de Vereadores de Baía Formosa-RN da última terça-feira, dia 27/03.
Insisto que a tradição política em Baía Formosa é de menosprezo ao Poder Legislativo.
Repito que a Câmara de Vereadores sempre esteve submetida à vontade e aos caprichos do chefe do Executivo Municipal.
Declaro que ela sempre se comportou servilmente e que nunca exerceu o seu papel constitucional de fiscalização do Poder Executivo Municipal.
E aviso que esse é o maior e mais danoso mal que afeta as nossas vidas.

2.   Um câncer letal
Como um câncer silencioso, o atrelamento da Câmara à Prefeitura destrói todas as possibilidades de desenvolvimento e de progresso.


3.   Curar o câncer? Pra quê?
Pois bem! Foi para não matar esse câncer que os vereadores  Bob Bugueiro-PT e Richards-PSD levantaram as suas vozes na sessão do dia 27/02, terça-feira passada.
Argumentaram que até o ano passado a Câmara recebia a ordem da Prefeitura e, passando por cima da lei, fazia o que o prefeito queria. Isso é verdade.
Há mais de quatro meses se conversava nas redes sociais sobre o “processo seletivo”. Faz mais de quatro meses que os vereadores tentam conhecer esse projeto de lei.

4.   Ganhar no grito

Estrategicamente a administração municipal escondeu o projeto do processo seletivo para surpreender o Poder Legislativo e obter, em face da falta de tempo, a aprovação integral do que premeditaram.
Por isso, os vereadores Bob-PT e Rchards-PSD, traindo o Poder Legislativo a que pertencem, argumentaram para não quebrar a tradição, não matar o câncer, e continuar a sanha da destruição dos nossos valores políticos e morais.

5.   Jogar o povo contra a Câmara

E para ganhar plateia, até insistiram que o quadro da Secretaria de Educação é capacitado. E isso é verdade. Mas, nenhum vereador da oposição questionou isso. Acho até que, como eu mesmo, concordam com o bom nível dos nossos profissionais de educação.

6.   Batendo na mesma tecla

Mas, é submissão da Câmara à Prefeitura uma das causas do nosso atraso político e social. 
Bato nessa mesma tecla há muito tempo.
E já disse, aqui mesmo nessa minha página,  que a atual legislatura mudou a pancada dessa dança.
Pediu e quer respeito.
7.   Advertência
O presidente Ayrton Tanoeiro-PSD abriu os olhos da gente naquela memorável sessão: faltou planejamento da Prefeitura.
Pois, se tinham a pretensão de iniciar o calendário escolar no dia 5 de março/18, por que somente no dia 26/02, enviaram o projeto, mesmo sabendo que a Câmara precisa de duas sessões para aprovar uma matéria?
A culpa pelo estrago dos móveis não foi a chuva, mas a irresponsabilidade de quem não cobriu a casa.
Ou extirpamos o câncer, ou ele prosseguira a matar nosso organismo social silenciosamente.

Baía Formosa-RN, 3 de Março de 2018.
Dario Franco
www.blogdodariofranco.com.br




Postar um comentário